segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

VÉSPERA DOS REIS E JANEIRAS

Quando eu era pequena um dos momentos mais altos do Natal para mim era o dia de Reis. Ainda este era feriado e por isso não havia aulas. Por isso na véspera podíamos consoar calmamente e deitarmo-nos mais tarde. Isso permitia que pudessemos assistir ao ingénuo espectáculo de grupos de rapazes que, com instrumentos muito rudimentares, vinham tocar e cantar à nossa porta as tradicionais Janeiras. Muito eu gostava daquilo! Várias vezes pedi para me deixarem ir com aqueles grupos, mas nunca fui autorizada. Na cidade em que moro esta foi uma das tradições que se perderam. Que pena esta aculturação! Com ela perdeu-se também o costume de festejar os Reis.
Há uns anos atrás, tive a possibilidade de reviver o costume. O grupo foclórico de uma aldeia do Douro, onde temos uma casita, veio-nos brindar pela meia-noite com os seus cantos. No primeiro ano apanhei um enorme susto. Estava já a dormir quando rebentou o som de um bombo junto da janela do meu quarto. Seguiram-se ferrinhos, cavaquinhos e vozes. Saímos pela casa fora, mesmo de roupão e viemos partilhar com eles a sua alegria. E à 1h da manhã a minha sala estava cheia de gente a comer e a beber festejando de uma forma inesperada os "meus Reis".
Para todos vocês uma santa noite de consoada mágica.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial