quinta-feira, 26 de julho de 2018


Abre-me os teus braços
e acolhe-me.

Dentro deles
é como estar para além do mundo
num sítio onde não há traços
de tristeza nem cansaços,
onde o tempo não existe
e o espaço é apenas uma passagem,
uma ideia feita miragem
que nos atrai para aquela dimensão
que procuramos: 
a do amor
não a do banal, mas a do profundo. 


SS


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial