quarta-feira, 23 de abril de 2008

RETRATO DE CORPO INTEIRO

No azul do teu peito
ensolarado
há espelhos de cristal
multiplicando imagens.
Emergem risos
lágrimas
promessas
olhares infantis
perdidamente
infinitamente
apaixonados
adolescentes.
A vida renasce
das tuas mãos
tremulas
entrelaçadas
— há muito tempo entrelaçadas —
Reencontradas.
No espaço secreto
da memória,
nosso retrato
- De corpo inteiro -
É o quadro mais bonito
que se pode iluminar.


Anna Maria Feitosa

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial