quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

@nonimo said...


um navio. nas mãos, crisântemos e luzes.
a gaivota, um farol envelhecido
pelo sal, um sorriso de água.
...

as palavras deslizam submersas
na tinta descritiva da memória.
carícia leve num quadro de turner
...

só, um corvo marinho desenha
a sua sombra sob as águas.
e do sol resta o brilho dos crisântemos.

a ponte também, dizem-me, é mulher.


extratos de um poema de josé félix

Bem Haja
@

(postagem de um comentário)

2 Comentários:

Às 6 de dezembro de 2007 às 10:55 , Blogger Maria disse...

Bem haja pela sua participação, gaivota @anónima

 
Às 8 de dezembro de 2007 às 17:01 , Anonymous Anónimo disse...

Anónima quem és tu que pareces saber oque tanto gosto? Todo o poema,sou eu dento das palavras,viagens pelas memórias lugares quadros.O TURNER é o meu preferido.

"quem foi que semeou dentro de mim,um navio com sete mares para navegar" MANUEL ALEGRE


MIMI agradece

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial