domingo, 17 de janeiro de 2010

LETARGIA DE DOMINGO

Caiu a noite há pouco
Apagando o que restava da tarde
E nada aconteceu
Salvo algumas trivialidades
Quotidianas
Que se repetem inexoravelmente.

Nem sequer saí
Porque choveu.
E não li também
Porque o livro
Encontrou-me distraída
Num mundo de pensamentos,
De espera
E de desejos variados.
Apenas a música me prendeu
E embalou
A espécie de sono
Que me tomou…

Caiu a noite há pouco…
Ninguém apareceu…
Nada aconteceu…
De diferente apenas houve
O facto de ser domingo.

IL

4 Comentários:

Às 17 de janeiro de 2010 às 21:07 , Anonymous Anónimo disse...

Faço meu o teu poema.

Foi domingo,apenas.


G.MIMI

 
Às 17 de janeiro de 2010 às 21:15 , Blogger Gaivota Maria disse...

O meu foi agitado mas profundamente estúpido e inóquo. Agora vou-me deitar porque tenho uma montanha de revistas para ler. Boa noite para ti

 
Às 20 de janeiro de 2010 às 21:12 , Anonymous Anónimo disse...

Enviamos a Onda ao encontro da Onda -
Uma Missão tão divina,
O Mensageiro também enamorado,
Esquecendo-se de voltar,
E temos a sábia percepção ainda,
Embora feita em vão,
O momento mais sensato para deter o mar é quando o mar partiu -"

emily dickinson (1830-1886)



De passagem por aqui, aproveito para lhe desejar um Bom 2010. Obgdo por ter postado A Heart of Gold.
Sabendo-a apreciadora de poesia, fica um pequenino poema de Emily Dickinson.

Jorge Antunes

 
Às 20 de janeiro de 2010 às 21:29 , Blogger Gaivota Maria disse...

Obrigada por me manter na sua lista de visitas. E também pela Emily Dickinson. Um bom ano para si também. Eu preciso que o meu seja muito bom para compensar o anterior que prefiro esquecer. E apareça sempre. Onde pára este Jorge que só nos acessa quando em Portugal? Será que em algum lugar onde a net não entra? Se sim, precisava de lá ir para conseguir alguma pausa para reflexão. Um abraço e um beijo para a sua mãe, menina da minha geração

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial