quinta-feira, 19 de março de 2015

NUNCA...

Nunca voei tão longe
como com as tuas asas…
Nunca subi tão alto
Como com o rumo que me traçaste…
Nunca vibrei tanto
Como quando me alisastes as penas…
Nunca tinha atingido a plenitude
Antes de me encontrares. 


GM

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial