domingo, 14 de fevereiro de 2010

OS SETE PECADOS CAPITAIS DO AMOR

Esta interessante poesia foi deixada em comentário por um dos nossos leitores.


Gula

O meu olhar
te engole e te bebe
desde tua sombra
até o que respiras

Inveja

Invejam os astros dia a dia
o brilho estelar dos teus olhos
e o sorriso nacarado
que observo sem piscar
provocas os deuses
com o tecido nobre de tua pele morena

Avareza

Não te empresto a um olhar sequer
Estou te acumulando
em memórias
só para mim

Luxúria

tens-me
lasciva e devassa
líquida
a escorrer pelo teu corpo
em forma de língua

Soberba

Têm brilho argênteo
nossas umidades
e os pêlos
luzem mais
que mil sóis

Preguiça

Arrasta-me
para fora da cama
se não me quiseres
Leva-me embora
Mas leva-me nos braços

Ira

Odeio este amor
que me extravasa
rasgando-me a pele
como a um papel.

(Adriana Costa)


Bom dia de São Valentim especialmente para si, mas também para todas as «Gaivotas» que por aqui esvoaçam, não há tempo nem idade em que se não possa namorar! (J.A)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial