domingo, 21 de fevereiro de 2010

SOLIDARIEDADE COM A MADEIRA

Confrontados com as imagens que a TV nos mostrou ontem acho que todos nos sentimos um pouco illhéus... falo por mim, mas acredito que muita genta tenha o mesmo sentir.
Tenho sido uma grande frequentadora do arquipélago da Madeira - fiz a passagem deste ano no Funchal - e há cerca de trinta anos que faço férias no Porto Santo. Mesmo que assim não fosse, qualquer pessoa fica impressionada com esta tragédia, mas acredito que os madeirenses vão deitar mãos à obra e rapidamente tudo estará como dantes... embora mais doloroso para quem perdeu familiares e amigos.

Não sei porquê, veio-me à lembrança um poema de Pedro da Silveira, ele também ilhéu, mas açoriano, e apetece-me deixá-lo AQUI:

Aqui,
longe,
num café de Lisboa,
quase à beira do Tejo turvo das fragatas,
a olhar um paquete que vai na direcção da barra,
subitamente é como se eu também partisse.

E só de pensar-me partindo
embarco e, deslumbrado,
imagino-me chegado às ilhas.

in «Fui ao Mar Buscar Laranjas», de Pedro da Silveira

Um abraço solidário para todos os madeirenses

gaivota do sul

2 Comentários:

Às 21 de fevereiro de 2010 às 15:05 , Anonymous Anónimo disse...

A minha oração é o silêncio, reconhecimento do mistério da vida.



G.MIMI

 
Às 21 de fevereiro de 2010 às 20:41 , Blogger Gaivota Maria disse...

Tudo nos cai em cima. Será que deus nos voltou as costas? esperemos que não

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial