domingo, 13 de março de 2016

O amor não precisa de razão nem de lugar
para existir.
Como uma brisa passageira
surge num repente
e procura alguém para acompanhar.
Viajante silencioso,
vai pairando como ave sem destino.
Onde se agrada aí ajeita o seu ninho.
Depois…
Bem … depois é um assunto para resolver a dois.
SS

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial